Lei do DF incentiva pesquisa com cannabis para uso medicinal

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Câmara Legislativa do DF (Foto: Carlos Gandra/CLDF/Agência Senado)

Por João R. Negromonte

O Projeto de Lei nº 1.429 de 2020, proposto pelo deputado distrital Leandro Grass (Rede), foi sancionado pelo governador Ibaneis Rocha (MDB) no dia 28/04/21. A Lei nº 6.839, incentiva estudos sobre o uso medicinal da Cannabis no Distrito Federal.

>>> Inscreva-se em nossa NEWSLETTER e receba a informação confiável do Sechat sobre Cannabis Medicinal

Veja a íntegra da publicação:

>>> Participe do grupo do Sechat no TELEGRAM e receba primeiro as notícias

Leandro Grass, autor do Projeto de Lei, diz o seguinte:

`É uma lei já aprovada e sancionada, a Lei 6839/2021 é distrital e estabelece diretrizes para incentivo a pesquisa acerca do uso medicinal da cannabis. Então, ela visa primeiro, estimular as pesquisas já me andamento, estabelecer fomento para que instituições de ensino e pesquisa do Distrito Federal deem início a novos conhecimentos e, de certa maneira, promova a democratização do acesso aos medicamentos oriundos dessa prática.

Leandro Grass

Leandro Grass em entrevista exclusiva para o portal Sechat (Foto: João R. Negromonte)

>>> Participe do grupo do Sechat no WHATSAPP e receba primeiro as notícias

O deputado distrital reforça também:

Como a lei de diretrizes, ela não invade a competência executiva, até porque teria vício de iniciativa. Ela aponta caminhos e, a gente precisa agora de “pactuação” com o poder executivo e com a sociedade civil, da figura principalmente da Fundação de Apoio a Pesquisa, onde trabalhamos para criação de um edital específico para as iniciativas da aplicação do CBD para a redução do uso de crack, esclerose múltipla, população autista, dentre outros, que ajudam na melhora da qualidade de vida de pacientes e familiares.

Leandro Grass

Atualmente, quem precisa fazer o uso de remédios à base de canabinoides precisa importar o produto. Para Grass, a Lei vai deixar o tratamento bem mais acessível para aqueles que necessitam do tratamento.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER