Destaques da live: o uso veterinário da cannabis, entenda os benefícios dessa terapia para os animais

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
(Imagem: Arquivo Sechat)

Por João R. Negromonte

Para quem ainda não conseguiu assistir a live de ontem, 18/01, o Sechat fez uma seleção dos melhores momentos sobre o que rolou de mais relevante no bate-papo que trouxe como convidados: Bárbara Gaedtke e Edilson Meisen, veterinários especializados em medicina canabinoide. 

À medida que os estudos avançam na área, o uso veterinário das substâncias presentes na cannabis vem se tornando mais popular e diversas patologias animais já estão sendo tratadas com essa alternativa fitoterápica. 

Seguindo esse pensamento, o Sechat convidou os médicos veterinários e prescritores de cannabis do portal no instagram @vet.hemp, para falarem sobre os benefícios dessa terapia para pets, a relação deles com a cannabis, casos clínicos de pacientes, funcionamento do sistema endocanabinóide em animais, quais os canabinóides mais indicados para cada patologia, legislação e muito mais. 

Uma das questões abordadas, foi se o proprietário pode influenciar na rotina alimentar e neurológica diária de seus bichos?

Bárbara, que também é especialista na influência do manejo nutricional relacionado com estilo de vida do proprietário no desenvolvimento do sobrepeso e obesidade canina, responde que no cotidiano das consultas da clínica onde é veterinária e segundo pesquisa feita para a elaboração de seu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) para o Instituto Federal Catarinense (IFC), ela constatou que sim, os proprietários de animais de estimação, de qualquer espécie, interferem sim nas atividades físicas e fisiológicas de seus bichos. Isso acontece, em muitos dos casos, pois os próprios donos possuem algum tipo de transtorno alimentar ou  neurológico que acabam sendo transferido inconscientemente para seus pets.

Segundo a médica veterinária, isso chega a ser mais comum do que imaginamos e nesses casos, o tratamento com canabinóides é recomendado tanto para o proprietário quanto para o paciente. 

Outro tema que foi pautado no bate papo foi a prescrição dos derivados da planta para animais. Perguntamos: Como a Anvisa e o Conselho Federal de Medicina Veterinária enxergam esse tratamento para os animais? 

Os veterinários explicam que quem rege o conselho é o Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) e os mesmos não apresentam nenhuma restrição sobre essa prescrição. Porém, ainda é muito difícil conseguir conciliar o tratamento utilizado para humanos com o empregado em animais, pois além das restrições da agência em relação aos medicamentos e produtos derivados da planta, as dosagens são diferentes para cada espécie. 

Seguindo com a linha de pensamento, perguntamos então, se as dosagens de cannabis para animais são diferentes das dos humanos e como os médicos veterinários fazem para se tornarem prescritores? 

Mas para a resposta dessa e outras perguntas, deixaremos que vocês assistam a live na íntegra abaixo.

Para isso, basta dar play no vídeo e ficar por dentro de tudo que rolou nessa super live sobre o uso medicinal da cannabis na veterinária!

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese