A culpa é da ONU!

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
(Foto: Arquivo)

Por Pedro Sabaciauskis*

Em 1948, a Declaração Universal dos Direitos Humanos reconheceu a saúde como direito inalienável de toda e qualquer pessoa e como um valor social a ser perseguido por toda a humanidade.

73 anos se passaram e a ONU não conseguiu garantir que os países cumprissem esse acordo (nem este nem outros). E isso se agrava quando aproximamos a cannabis desse tão falado direito à saúde. Hoje é cientificamente provado que a cannabis faz bem à saúde sim, é natural, pode ser barata, gera emprego e renda e ajuda o meio ambiente. Porém não damos a liberdade necessária para que essa planta sagrada cuide da saúde mundial.

Sendo assim, arrisco dizer, que SIM a CULPA é da ONU! Pois seja no velho continente ou no novo continente estão todos batendo cabeça pra organizar essa “suruba” de regras e possibilidades, que poderá transformar o planeta, por falta de um órgão que tenha culhões para definir regras de facilitação de acesso a esse remédio milenar.

Isso mesmo na comunidade europeia ninguém se entende, nas Américas e no resto do mundo cada um cria seu “Frankenstein” baseado em interesses mercadológicos ou ideologias burras e ultrapassadas; o que não ajuda nem um pouco nas relações comerciais, de pesquisa e nem no desenvolvimento dessa nova commodity mundial. E quem paga o pato é o ser humano frágil que tá lá no “cafundó dos judas” precisando de um alívio pras suas dores e doenças a mercê da boa vontade da ONU liderar um movimento de regularização mundial de direito justo e democrático a essa erva que não pertence a nós e sim a natureza

Muito louco tudo isso né? Mas fica mais louco quando você vê a “glamourização” da cannabis, linda, perfumada, verde nas mãos, bocas e mentes de atores de Hollywood e na outra ponta dessa dicotomia você vê gente morrendo por causa da proibição dessa mesma planta.

Caraca véio!!! Para o mundo que eu quero descer catzo!

Ops,ops,ops… pera aí.. o que é isso aqui?

…Artigo 19 (DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS HUMANOS)

Todo o indivíduo tem direito à liberdade de opinião e de expressão, o que implica o direito de não ser inquietado pelas suas opiniões e o de procurar, receber e difundir, sem consideração de fronteiras, informações e ideias por qualquer meio de expressão.

Artigo 20.º

  1. Toda a pessoa tem direito à liberdade de reunião e de associação pacíficas.
  2. Ninguém pode ser obrigado a fazer parte de uma associação…

Pensando melhor não vou descer desse “mundão véio” não, temos uma chance ainda.

Ok, a ONU não garante o que acorda mas pelo menos deixou uma brecha pra gente mudar e, é nela que líderes mundiais não se importam de que setor da cannabis, mas que tenha força, amor e princípios humanos devem se alicerçar para as mudanças que o mundo precisa.

Líderes mundiais da Cannabis uni-vos !!!

Mas deixem seus egos…

Pedro Sabaciauskis é empresário, ativista da Cannabis medicinal, presidente da Santa Cannabis e colunista do Sechat.

As opiniões veiculadas nesse artigo são pessoais e de responsabilidade de seus autores.

Veja também:

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

ASSINE NOSSA NEWSLETTER PARA RECEBER AS NOVIDADES

ASSINE NOSSA NEWSLETTER
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese